DESLIGAR AQUI O SOM

sexta-feira, 2 de junho de 2017

PAIXÃO DE PRIMAVERA- Elen de Moraes K



Que haja primavera em nossos corações e que os jardins
 da nossa alma se matizem com as cores vibrantes 
dos nossos sorrisos e com olhares 
carregados de ternura pelo 
nosso semelhante!


Paixão de primavera



Elen de Moraes Kochman





Não peças perdão quando só me dás prazer,
Por me desejares... ou pelos teus ciúmes...
Embora eu saiba que exageras teu querer,
Eu reconheço que extrapolo meus queixumes.




É primavera! Quero estar aonde fores.
Afinal, somos almas tão enamoradas!
Sente essa magia... sejamos como as flores
Que felizes se abrem, pra ser polinizadas.



A paixão está no ar, nas luzes dos dias,
Nas cores dos jardins, hoje sem tons cinzentos.
Vivamos nossos sonhos, nossos sentimentos!


Ser feliz e amar não era o que mais querias?
Pois! Que borboletas entre vales dourados,
Flamejem corpos que se dão apaixonados.


domingo, 14 de maio de 2017

FELIZ DIA DAS MÃES - Tributo às MARIAS:a Virgem Santa e a minha mãe


























Clicar na foto para vê-la maior

Um feliz "dia das Mães' 
é o que desejo à querida família e amigos. 
E para aqueles que, como eu, já não têm a presença física da sua mãezinha a seu lado, estimo que a saudade seja uma companheira doce e amorosa.

domingo, 7 de maio de 2017

MULHER AO ESPELHO - Cecília Meirelles




Mulher ao Espelho


Cecília Meireles


Hoje, que seja esta ou aquela,
pouco me importa.
Quero apenas parecer bela,
pois, seja qual for, estou morta. 


Já fui loura, já fui morena,
Já fui Margarida e Beatriz,
Já fui Maria e Madalena.
Só não pude ser como quis.


Que mal faz, esta cor fingida
do meu cabelo, e do meu rosto,
se tudo é tinta: o mundo, a vida,
o contentamento, o desgosto?


Por fora, serei como queira,
a moda, que vai me matando.
Que me levem pele e caveira
ao nada, não me importa quando.


Mas quem viu, tão dilacerados,
olhos, braços e sonhos seus,
e morreu pelos seus pecados,
falará com Deus.


Falará, coberta de luzes,
do alto penteado ao rubro artelho.
Porque uns expiram sobre cruzes,
outros, buscando-se no espelho.



publicado em
Mar absoluto - 1945.



sábado, 6 de maio de 2017

ENQUANTO FOR... - Elen de Moraes Kochman




ENQUANTO FOR...


Elen de Moraes Kochman


Que o tempo - ou sua falta -
não amarre as mãos
do nosso sentimento.

Que a distância não se faça de algoz,
que o nosso coração não se violente
com ambíguas esperanças.

Que a memória do que foi
não ocupe demasiado espaço do que é,
do que pode vir a ser.

Que as mesmices do nosso dia a dia
não se incrustem na nossa paixão,
nem oxidem o desejo que nos abrasa.

Que o movimento natural da vida,
no seu incessante vai e vem,
não desgaste a nossa coragem
de querer, de reagir!
De lutar para vencer... ou perder.

Que as nossas almas só mergulhem
nas águas transparentes
da nossa emoção,
que elas jamais necessitem
de outras águas para navegar.

Que a nossa paixão não agonize
por ciúmes, desconfianças,
falsas aparências
ou por quaisquer desilusões.

Que esse nosso amor
feito de incertezas,
de longos silêncios,
de tantos empecilhos,
de sofridas ausências,
seja para sempre!

Enquanto for...



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...