DESLIGAR AQUI O SOM

domingo, 14 de maio de 2017

FELIZ DIA DAS MÃES - Tributo às MARIAS:a Virgem Santa e a minha mãe


























Clicar na foto para vê-la maior

Um feliz "dia das Mães' 
é o que desejo à querida família e amigos. 
E para aqueles que, como eu, já não têm a presença física da sua mãezinha a seu lado, estimo que a saudade seja uma companheira doce e amorosa.

domingo, 7 de maio de 2017

MULHER AO ESPELHO - Cecília Meirelles




Mulher ao Espelho


Cecília Meireles


Hoje, que seja esta ou aquela,
pouco me importa.
Quero apenas parecer bela,
pois, seja qual for, estou morta. 


Já fui loura, já fui morena,
Já fui Margarida e Beatriz,
Já fui Maria e Madalena.
Só não pude ser como quis.


Que mal faz, esta cor fingida
do meu cabelo, e do meu rosto,
se tudo é tinta: o mundo, a vida,
o contentamento, o desgosto?


Por fora, serei como queira,
a moda, que vai me matando.
Que me levem pele e caveira
ao nada, não me importa quando.


Mas quem viu, tão dilacerados,
olhos, braços e sonhos seus,
e morreu pelos seus pecados,
falará com Deus.


Falará, coberta de luzes,
do alto penteado ao rubro artelho.
Porque uns expiram sobre cruzes,
outros, buscando-se no espelho.



publicado em
Mar absoluto - 1945.



sábado, 6 de maio de 2017

ENQUANTO FOR... - Elen de Moraes Kochman




ENQUANTO FOR...


Elen de Moraes Kochman


Que o tempo - ou sua falta -
não amarre as mãos
do nosso sentimento.

Que a distância não se faça de algoz,
que o nosso coração não se violente
com ambíguas esperanças.

Que a memória do que foi
não ocupe demasiado espaço do que é,
do que pode vir a ser.

Que as mesmices do nosso dia a dia
não se incrustem na nossa paixão,
nem oxidem o desejo que nos abrasa.

Que o movimento natural da vida,
no seu incessante vai e vem,
não desgaste a nossa coragem
de querer, de reagir!
De lutar para vencer... ou perder.

Que as nossas almas só mergulhem
nas águas transparentes
da nossa emoção,
que elas jamais necessitem
de outras águas para navegar.

Que a nossa paixão não agonize
por ciúmes, desconfianças,
falsas aparências
ou por quaisquer desilusões.

Que esse nosso amor
feito de incertezas,
de longos silêncios,
de tantos empecilhos,
de sofridas ausências,
seja para sempre!

Enquanto for...



sexta-feira, 21 de abril de 2017

ELO PERDIDO - Elen de Moraes Kochman







































Elo perdido

Elen de Moraes Kochman


Meu abraço
hoje está vazio dos teus braços.
Deixaste-me órfã do teu ombro amigo
e do teu regaço,


meu muro de lamentações...  


Já não faíscam os teus olhos.
O brilho dos meus
finaram-se contigo,
embaçando meus horizontes...


Iluminam, agora, a eternidade...


Estou só... solidão... não estás aqui.
Nessa tua dolorosa ausência,
somente as lembranças
latejam em meu pensamento


e o meu coração borbulha de saudade.


Se ainda aconteço, dia após dia,
é porque a luz do teu sorriso
amanhece o meu sol,
que se enfurnara com a tua partida.


Vida se esvaiu... perdeu-se o elo do tempo.


 

sábado, 15 de abril de 2017

MIRAGEM - Elen de Moraes Kochman




MIRAGEM

Elen de Moraes Kochman


Eu não estou aqui... Sou simples miragem,
Ilusão que teus olhos teimam ver,
Que tua alma carente fez imagem,
A ela se agarra para viver.

Eu não estou aqui... Sou uma quimera,
Alguém que habita o louco pensamento
Dos sonhadores e de quem espera
Encontrar o amor pelas mãos do vento.

Eu não estou aqui... Sou só uma ideia,
Sombra obsessiva que te acompanha,
O teu sonho sem cor, a odisseia
Do teu inconsciente.. a força estranha!

Sou, sim, quem apazígua os teus rancores,
Alguém que vive na tua saudade,
Acalma tuas desilusões de amores
E que te espera além, na eternidade.

Sou vórtice da tua realidade,
Teu fantasma... tua dualidade.
  

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...