Desligar música aqui

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

AOS POETAS - Miguel Torga - Pelo dia dos Poetas

Parabéns aos Poetas!
Minha homenagem a todos 
e os meus votos de muita inspiração 
para essas almas tão sensíveis.



AOS POETAS


( Miguel torga)


Somos nós
As humanas cigarras.
Nós,
Desde o tempo de Esopo conhecidos...
Nós,
Preguiçosos insectos perseguidos.

Somos nós os ridículos comparsas
Da fábula burguesa da formiga.
Nós, a tribo faminta de ciganos
Que se abriga
Ao luar.
Nós, que nunca passamos,
A passar...

Somos nós, e só nós podemos ter
Asas sonoras.
Asas que em certas horas
Palpitam.
Asas que morrem, mas que ressuscitam
Da sepultura.
E que da planura
Da seara
Erguem a um campo de maior altura
A mão que só altura semeara.

Por isso a vós, Poetas, eu levanto
A taça fraternal deste meu canto,
E bebo em vossa honra o doce vinho
Da amizade e da paz.
Vinho que não é meu,
Mas sim do mosto que a beleza traz.

E vos digo e conjuro que canteis.
Que sejais menestréis
Duma gesta de amor universal.
Duma epopeia que não tenha reis,
Mas homens de tamanho natural.

Homens de toda a terra sem fronteiras.
De todos os feitios e maneiras,
Da cor que o sol lhes deu à flor da pele.
Crias de Adão e Eva verdadeiras.
Homens da torre de Babel.

Homens do dia-a-dia
Que levantem paredes de ilusão.
Homens de pés no chão,
Que se calcem de sonho e de poesia
Pela graça infantil da vossa mão.

Miguel Torga, in 'Odes'

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

VOLTAR A SER CRIANÇA - Elen de Moraes Kochman



Voltar a ser criança

Elen de Moraes Kochman


Voltar a ser criança... dar valor
Aos instigantes folguedos da vida...
Sentir, de um beijo no rosto, o sabor
Da infância... de uma época querida...

Divertir-se, deitar males ao vento.
Buscar somente o que lhe der prazer,
Sem se condenar, em nenhum momento.
Sorrir bem mais. Pouco se entristecer...

Receber, com genuína alegria,
Um gesto, um olhar: coisas verdadeiras.
Deixar-se acontecer na fantasia.
Esbaldar-se em todas as brincadeiras...

Despertar “a nossa criança” é o lance,
Para dar à vida uma nova chance.

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

AMOR, SUPREMO DOM - Elen de Moraes Kochman




AMOR, SUPREMO DOM

Elen de Moraes Kochman


Deslumbra-me o carinho entre os apaixonados.
Alegra-me a visão de tal enlevamento.
Aquece-me a alma saber que o sentimento
De amor, existe ainda nos enamorados.

Sons confusos, ao pé do ouvido, sussurrados...
Mãos dadas, olhos nos olhos... Encantamento.
Riso fácil, sempre aberto. Alheamento
De emoções...  gestos que os deixam extasiados.

Comovida, sinto renascer-me a esperança,
Porque vejo o amor - maior de todos os dons -
Mover corações, pintando-os em iguais tons.

Amor, supremo dom da bem-aventurança,
Nobre alimento que cadencia e completa
A minha alma... e esse meu quê de poeta!




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...