DESLIGAR A MÚSICA AQUI.

segunda-feira, 20 de março de 2017

OUTONO- estação do amor - Elen de Moraes Kochman





Outono


Elen de Moraes Kochman




Outono.
Triste despedida.
Desfazer-se,
dar adeus à vida
para renascer.
Preencher-se de razão,
emprenhar-se de vazio,
de solidão.
Sentir sob os pés,
exaurida,
a terra bruta no cio,
vencida.


Outono,
chuva fina, céu cinzento.


Tristeza
imersa em acres sabores,
de folhas mortas ao vento.
Beleza
matizada de ocres cores,
vida em intenso movimento.


Outono,
tempo de ceder espaço,
curvar-se
ante as evidências,
adaptar-se
ao momento e ao seu abraço,
preparar-se
pra aceitar longas ausências.


Outono,
saudade em mim,
amor latente.
Velho jardim,
nova semente!
 
 
  
  

Um comentário:

POESIAS SENSUAIS E CONTOS disse...

É chegou a estação de outono para o poeta que ver poesia em tudo não é nehum problema é benção. Linda semana

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Toda uma vida...contigo!

VOZ: Elen de Moraes Kochman - Elegia do adeus

Outras postagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Rio de Janeiro - Br

Rio de Janeiro - Br
Aterro do Flamengo - ressaca

Amanhecer no Rio de Janeiro

Amanhecer no Rio de Janeiro

Amanhecer no Rio de Janeiro

Amanhecer no Rio de Janeiro

Nevoeiro sobre a Tijuca

Nevoeiro sobre a Tijuca
Rio de Janeiro

Tempestade sobre a Tijuca

Tempestade sobre a Tijuca
R< - Br

Eu me perco em teu olhar...

Eu me perco em teu olhar...