DESLIGAR A MÚSICA AQUI.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

UM OLHAR SOBRE O OLHAR - Elen de Moraes Kochman




 
Um olhar sobre o olhar

Elen de Moraes Kochman

No olhar, 
a dúvida
sobre as certezas,
os impossíveis,
irrealizados sonhos.

Na expressão, 
o apelo inconsciente,
o abismo do vazio,
a desconstrução
da indiferença...

Na solidão do gesto, 
a conformidade,
a crua existência,
a muda palavra,
o instigante prazer...

Na metade aparente, 
a vontade da coragem,
a fustigada esperança,
os desatinos da vida,
a ausência...

No lado oculto, 
a pureza da alma,
a timidez do Ser,
a razão do espírito,
o encontro com Deus.

6 comentários:

aosolhosdaalma.blogspot.com disse...

amiga elen vim agradecer sua visita e chorei de emoção com este seu poema tão maravilhoso e esta sua musica linda sou apaixonada por fados
me emocionou profundamente,obrigada por seu carinho e atenção no meu blog seja sempre bem vinda
um abraço de sua nova amiga marlene

blog da Paraguassu disse...

OLá Elen,
Lindo este poema, minha querida. Lindo, também, este fado que ouço enquanto faço este comentário para você.
Tudo é muito bonito aqui. Um lugar gostoso de se estar.
Parabéns pelo espaço tão contagiante de paz, de amor.
Beijos,
Maria Paraguassu.

Carol Silveira disse...

Lindo Tia elen! perfeito

Anônimo disse...

Oi AmigaIrmã,
Este seu poema me tocou fundo... estou com lagrimas nos olhos e uma vontade enorme de chorar... me emocionei muitooooo mesmoooo o poema, a musica a foto do renatinho, que espetáculo de foto,que olhar magnifico!... gostaria muito de adivinhar o que ele estava a pensar nesse momento.... perfeito para o poema.
Bateu uma saudades enorme de vc minha amigairmã, do Renatinho de Da. Maria.
Estou muito feliz por vc miga continuar com essa sensibilidade a flor da pele e que com certeza direto de seu coração gigante e meigo.
Beijos com meu carinho de sempre!
Carmen da Rosa

Elen de Moraes K borboleta poeta disse...

Carol, minha lindinha, obrigada por comentar!Fiquei feliz que tenha gostado! Beijos para vc e Rivanir!

Elen de Moraes K borboleta poeta disse...

Querida Carmen, obg por gostar e comentar. A emoção deve ser porque tem muito de nós nessas palavras... nesse gesto de desolação. Creio que Renato pensava: "poderia ter sido diferente...", mas foi o que deu para fazer ou viver naquele momento. Agora é tentar de modo diferente...
Amiga, vamos matar essa saudade numa hora dessa que possa, ok?
Beijo e ótimo final de semana!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...