DESLIGAR A MÚSICA AQUI.

domingo, 1 de novembro de 2015

A Insustentável leveza da vida - Elen de Moraes Kochman







A insustentável leveza da vida


Elen de Moraes Kochman


Aflita, tua alma soluça... solitária,
Dilacerada em seu profundo desencanto,
Pela noite que te desce, desnecessária,
E te envolve com o negrume do seu manto.


Nos ruídos entrecortados e gementes,
O sofrimento intenso que teu Ser transpassa,
Sublima-se nas tuas forças transcendentes,
Na augusta e comovente fé que te encouraça.


Rosto pálido, encovado, num quê de espanto...
Espasmofilia. Máscara de tristeza.
Conquanto em tua face etérea um silente pranto,
Na alma, do Deus Onipotente, a certeza!


Ausência da palavra em tua voz combalida.
No corpo, a insustentável leveza da vida.





Um comentário:

Efigênia Coutinho ( Mallemont ) disse...

Ausência da palavra em tua voz combalida.
No corpo, a insustentável leveza da vida.

Muito bom ler seus versos. Que cantinho gostoso da boa Poesia!
Abraços amiga,
Efigenia

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Outras postagens

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Rio de Janeiro - Br

Rio de Janeiro - Br
Aterro do Flamengo - ressaca

Amanhecer no Rio de Janeiro

Amanhecer no Rio de Janeiro

Amanhecer no Rio de Janeiro

Amanhecer no Rio de Janeiro

Tempestade sobre a Tijuca

Tempestade sobre a Tijuca
R< - Br